Entrevista com a Sra. Carla Cárdenas, Gerente Geral da Quito Turismo.

  • Quito já é referência mundial em turismo cultural, por que apostar no turismo criativo?

Isso mesmo, Quito é referência mundial em turismo cultural há mais de 40 anos como Patrimônio da Humanidade, declarado pela Unesco. É uma cidade repleta de tesouros arquitetônicos e artísticos que são guardados em nosso Centro Histórico: um dos mais bem preservados e vivos do continente.

O destino aposta no Turismo Criativo, visto que complementa significativamente a oferta cultural, através da interação entre o visitante e o património imaterial.

A singularidade e proximidade da cultura de Quito permitem o desenvolvimento de múltiplas atividades que estimulam os visitantes a vivenciar uma imersão total no destino. Desta forma, Quito abre as portas ao turismo orientado para que todos os públicos, em qualquer época do ano, dêem asas à sua criatividade.

  • Qual é o potencial de Quito para desenvolver o turismo criativo?

Queremos que nossos viajantes saiam do convencional e conheçam nossa cultura de uma perspectiva totalmente diferente, por meio de atividades vivenciais que só podem ser vivenciadas em Quito, pois, sem dúvida, sua localização privilegiada no Centro do Mundo influencia que nossa cidade é um espaço de encontros fascinantes.

O destino oferece experiências autênticas, criativas e sustentáveis. Continuamos a valorizar, em cada um dos nossos recantos, o diferente e o exótico que a nossa cultura proporciona. É o que Quito oferece, através do Turismo Criativo, àqueles visitantes que procuram autenticidade e mergulham plenamente no destino, dando ao consumidor um papel ativo e tornando-o co-criador de experiências.

O destino oferece experiências autênticas, criativas e sustentáveis.

Continuamos a valorizar, em cada um dos nossos recantos, o diferente e o exótico que a nossa cultura proporciona.

  • Você poderia nos apresentar algumas das muitas experiências elaboradas no âmbito deste programa?

Quito tem um grande potencial e espaços para desenvolver este tipo de turismo; desde aulas de culinária que vão mergulhar você nos aromas dos nossos sabores tradicionais, ou aprender a fazer o melhor chocolate do mundo, até oficinas de joalheria tradicional e pintura; visite fazendas agroecológicas e experimente os variados sabores de nossa cerveja artesanal e café de altitude. Você poderá aprender mais sobre o fascinante mundo da famosa rosa equatoriana e se deliciar com a arte e a cultura que esta cidade tem a oferecer.

  • Quais são os perfis de viajantes que você deseja alcançar?

Queremos chegar a todos os viajantes, amantes da cultura, da arte, do património, que procuram um destino totalmente novo, com actividades e atracções turísticas diferentes e autênticas.

  • Você os vê como complementares aos segmentos existentes, como MICE?

O Turismo Criativo, permite ser um componente diferenciador na realização de eventos. Atualmente, a nova tendência no segmento MICE é desenvolver reuniões de trabalho aproveitando os espaços que lhes permitem interagir com o destino e as pessoas que dele fazem parte.

O turismo criativo parece uma boa opção em tempos de pandemia?
Claro, a essência do Turismo Criativo é a inovação por meio de experiências. É a oportunidade ideal para promover este tipo de turismo, pois permite ao destino reinventar-se e propor coisas diferentes, alinhadas com protocolos de biossegurança, para que a experiência do visitante seja única e inesquecível.
Além disso, esses tipos de atividades experienciais não são massivos, mas sim, são desenvolvidos principalmente em pequenos grupos, ou de forma personalizada.

  • E, em geral, as virtudes do turismo criativo podem ser apreciadas como uma ferramenta para o desenvolvimento sustentável?

O Turismo Criativo é uma ferramenta de desenvolvimento sustentável porque resgata e valoriza a cultura local, gerando benefícios diretos para a comunidade. Além disso, oferece a oportunidade de treinar para gerar diferentes propostas onde os turistas estão envolvidos.
Este tipo de turismo abrange também toda a cadeia de valor que o destino possui para a atividade experiencial, os donos de legados históricos, que vão de geração em geração, transcendendo o conhecimento ao longo do tempo.

  • Quito faz parte da Creative Tourism Network®, em que aspecto é importante trabalhar nesta rede?

Em 2018, Quito recebeu o selo Creative Friendly Destination, no âmbito da Conferência Internacional de Comunicação e Marketing Turístico e por fazer parte da filiação de Quito à Creative Tourism Network®, oportunidade que tem permitido ao destino estar em um montra a nível internacional, para mostrar o potencial que a cidade tem, não só em atracções turísticas mas em temas de conhecimento, cultura, tradição, história, etc. Além disso, seu apoio é fundamental para divulgar o destino, por meio de webinars, consultorias, entre outros.

 Quito Creative Tourism

quitosafedestination

Share